5 dicas para ajudar na aquisição da fala

Cada momento do desenvolvimento infantil gera dúvidas e angústias e queremos sempre fazer o melhor, certo? Primeiro é com a amamentação, depois com as papinhas e, então, vem a preocupação com o andar e o falar.

Abaixo, selecionei cinco dicas que irão ajudar no desenvolvimento da fala de seu filho. Elas servem tanto para crianças que estão no processo normal de aquisição como para aquelas que parecem estar um pouquinho atrasadas.

Se você está com dúvidas se seu filho está falando no tempo certo, leia também o artigo “Com qual idade meu filho deve começar a falar?”.

Veja se você está incentivando – ou desestimulando – seu filho a falar

1ª. dica – Fale com o seu filho

Parece óbvio, mas quando a criança é muito pequena, observo que as pessoas tendem a pedir para que elas simplesmente mostrem as coisas, estimulando o apontar e não o falar. Como a compreensão da criança se desenvolve antes da fala, os pais ficam satisfeitos, pois percebem que seu filho os entendeu. Para estimular a fala é importante que o adulto converse com o pequeno e pergunte o que ele quer. Por exemplo: quando seu filho apontar para onde fica a garrafa de água, você pode dizer: “você quer água?”; quando ele te puxar para um lugar com brinquedos, questione: “você quer brincar?”. Assim, você passa a mensagem de que deseja que ele te fale algo e dá importância à fala.

 2ª. dica – Brinque

A brincadeira, para a criança, não é um passatempo, é onde ela desenvolve a fala, a criatividade, o raciocínio, a noção de tempo, espaço e a troca com o outro. Brinque falando, fazendo sons e caretas. Logo vai vê-la imitando algo que você sempre faz e fala, como por exemplo: se algo dá errado e você diz “xiiii!”, verá que a criança vai passar a fazer o mesmo.

 3ª. dica – Traga a criança para as atividades do seu dia a dia

Toda mãe e todo pai, além do trabalho fora de casa, tem as tarefas de casa a realizar. Arrumar a cama, estender a roupa no varal, fazer o almoço e o jantar. E este é um momento muito bom para estimular a fala do seu filho. Quando for estender a roupa, diga: “Esta é a blusa da mamãe, este é o shorts do papai”. Aproveite e também faça perguntas relacionadas à situação para a criança, como: “De quem é esta blusa?”. Isso pode ser feito com qualquer outra atividade.

 4ª. dica – Valorize o que a criança falar

Quando a criança começa a falar, as palavras não saem corretamente. Bola pode ser “bó”, carro pode ser “cao”, mas entendemos o que foi dito porque em geral ela sempre fala “bó” para “bola” e “cao” para “carro”. Se você já sabe do que o seu filho está falando e não responde a ele, há chance desta fala não evoluir, pois o pequeno vai perceber que ele não tem uma resposta quando fala e vai entender como se aquilo não tivesse importância. Então, valorize tudo que ele diz! Se apontar a bola e falar “bó”, você pode dizer: “você quer brincar com a bola?”, “ih, a bola rolou longe…” Quando ele vê a banana e fala “ba”, você pode questionar: “você quer comer banana?” ou  “A mamãe comprou a banana na feira, você quer comer?”.

Assim, estará mostrando que o que ele diz é importante, tem uma função e ainda dá o modelo da fala correta.

 5ª. dica – Não fale de forma errada ou tudo no diminutivo

O modelo de fala para a criança é a sua, assim, se você falar errado, como ela terá referência do certo? Não há necessidade de dizer “gotosinho” para “gostosinho” ou “tetê” para “mamadeira”. Claro que quando falamos com a criança, a melodia é diferente, mais carinhosa, e isso não tem problema! Porém, modificar as palavras, falando de forma errada, não pode!

 Estas são apenas algumas dicas! Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais? Escreva para contato@fonosaude.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>