Dicas para seu filho largar a chupeta

Neste artigo, volto ao tema “chupeta”, pois é um dos temas que gera grande quantidade de questionamentos no site.

A chupeta, em geral oferecida pelos pais para acalmar a criança, muitas vezes se torna um hábito e pode trazer conseqüências negativas para a saúde geral da criança como alterações ortodônticas, de respiração e de fala.

Este mau-hábito muitas vezes se prolonga por anos, pois os pais se acostumam com a situação e o uso da chupeta só vai despertar-lhes atenção quando algo já não está caminhando adequadamente como a fala, por exemplo. Então, às vezes, vemos crianças de até 4 ou 5 anos com chupetas na boca.

O uso da chupeta pode ser tolerado até 2 anos e meio de idade, mas o quanto antes os pequenos deixarem a chupeta, melhor.

O primeiro passo para a retirada da chupeta envolve a aceitação por parte dos pais desta necessidade. Isso porque eles serão os grandes articuladores desta mudança.

Quanto mais tarde a tentativa de retirada, mais difícil se torna, uma vez que o vínculo chupeta/criança será maior.

Depois que os pais estiverem determinados a retirar a chupeta, eles podem tentar as seguintes dicas:

1- Fale para a criança o quanto ela não precisa mais da chupeta, pois está crescendo;

2- Tire a chupeta aos poucos. Peça para a criança lhe dar a mesma durante uma determinada brincadeira. Depois, enquanto assiste a um desenho e assim por diante. Geralmente, quando solicitamos a chupeta, a criança nos dá. O que acontece é que se pedimos uma vez e ela não nos dá, não insistimos e assim o hábito se perpetua;

3- Seja persistente. Se um dia a criança resistiu, tente no outro. Reforce que ela não precisa da chupeta;

4- Pode ser que a criança chore quando você não lhe devolver a chupeta. Ainda assim, tente negociar a mesma. Se a situação sair muito do controle e a criança chorar desesperadamente, comece tudo de novo depois;

5- A chupeta pode ser “moeda” de troca, mas troca definitiva. Por exemplo: caso a criança dê a mesma para o Papai do Céu, Papai Noel, Coelhinho da Páscoa ou mesmo resolva jogá-la no lixo, você pode lhe dar um brinquedo que ela quer muito, mas não vale voltar atrás depois;

6- Às vezes, a criança se arrepende de ter dado a chupeta e os avós são grandes sabotadores das tentativas dos pais em retirar a mesma dando outras de presente. Converse com eles para que ajudem na tarefa;

7- Ao iniciar todo este processo com seu filho, faça-o acreditando que será algo natural. Quando iniciamos algo já esperando por problemas, aí é que eles se tornam reais;

8- Não tenha chupetas extras em casa, pois assim é mais fácil ceder;

9- A resistência e o choro são normais, pois a criança sente como se estivesse perdendo algo. Este choro vai ocorrer nos primeiros dias (em geral não passa de 3), por isso, persista!

10- E claro, boa sorte! Afinal, é um grande passo no crescimento de seu filho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>